Livro: Warum Das Kind der Polenta Kocht


É uma pena que pouca coisa da literatura alemã contemporânea chegue ao Brasil. Apesar de os brasileiros terem escritores à altura de qualquer outro país, cultura nunca é demais e temos diversas boas dicas de livros feitos aqui e lidos em toda a Alemanha e países vizinhos. 

Um desses livros é Warum Das Kind der Polenta Kocht ('por que as crianças cozinham na polenta'), da escritora Aglaja Veteranyi, escritora que fez carreira na Alemanha. Apesar de ter nascida em Bucareste, depois de várias voltas ao mundo acompanhando os pais artistas cênicos veio parar na Suíça, onde aprendeu sozinha o alemão aos 15 anos de idade, quando ainda era desalfabetizada. 

Em Warum Das Kind der Polenta Kocht ela conta mais que histórias, faz uma autobiografia. A história é de uma menina filha de pais artistas cênicos que vê muita pobreza em torno de si, mas que se isola desse mundo de pobreza através de sua imaginação infantil bastante criativa. Noite após noite a irmã a conta a história romena de uma criança que era cozida na polenta, e a história, aliada à criatividade das meninas, as ajuda a se livrar do ambiente triste que as cerca. 

Comecei a ler o livro hoje, e se depender da empolgação que sinto, irei terminar logo. Me inspirei no hábito do amigo querido Wesley Talaveira de escrever sobre os livros que leio, por isso fiz esse texto para compartilhar com meus leitores brasileiros essa preciosidade da literatura contemporânea alemã.

O vídeo que segue tem trechos da peça de teatro inspirada nesse livro. Apesar do idioma alemão acho que é possível sentir o ambiente da história, já que a atriz Katalyn Bohn é sensacional:

 

Um comentário:

  1. Gostaria de informar que o livro "Warum das Kind in der Polenta kocht" de Aglaja Veteranyi foi publicado no Brasil em 2004 pela Editora DBA em tradução de minha autoria sob o título "Por que a criança cozinha na polenta".

    As revistas literárias brasileiras Sibila, Coyote e Inimigo Rumor publicaram pequenas narrativas de Aglaja Veteranyi em traduções de minha autoria a partir de 2002, ano da morte da autora. Estes textos podem ser encontrados aqui:

    http://fabianamacchi.blogspot.com.br/search/label/aglaja%20veteranyi%20-%20ela%20mesma

    Em 2009 a Cia. Mungunzá de Teatro, de São Paulo, montou uma peça com o mesmo nome. O diretor Nelson Baskerville é responsável pela adaptação do texto traduzido por mim. Esta peça foi encenada em várias capitais brasileiras, participou de vários festivais de teatro e recebeu 36 prêmios em festivais brasileiros. A peça ainda faz parte do repertório da Cia Mungunzá de Teatro.

    Grata,
    Fabiana Macchi

    http://www.dbaeditora.com.br/loja/index.php?route=product/product&path=67&product_id=113

    http://www.ciamungunza.com.br/

    ResponderExcluir